Jesus Cristo: A Verdade por Trás dos Mitos.

A partir de hoje daremos início a uma série de estudos que se baseiam em identificar, no cristianismo  e  na espiritualidade que gira ao redor dele, o que pode-se compreender da história, dos personagens, do que revela a ciência e do que nos conta os espíritos. Abra sua mente e procure ler com calma e bastante atenção. Se algo que ler fizer sentido, quem sabe não é o momento de rever os seus conceitos? E para começarmos, vamos falar do homem que dividiu a História em duas. Antes e depois dele. Jesus Cristo.

Se  você deseja encontrar alguma menção a respeito da pessoa de Jesus, fora dos relatos Bíblicos, terá imensa dificuldade. A grande maioria das histórias que falam direta, ou indiretamente do seu nome, estão relacionadas com o que os povos já convertidos ao cristianismo contavam. Tantos Cristãos testemunhavam que houve um Cristo, que mesmo sem conhecer de fato a figura histórica, presumimos que ele existiu. Não que a ausência de evidências signifique que ele possa não ter existido. Mas a haver tais comprovações materiais de sua passagem pela Terra, imprime sempre a incerteza. Uma eterna ‘interrogação’ que não pode ser derrubada. Talvez seja essa dualidade de possibilidades que torna o acreditar ou não acreditar, tão fascinante.

Talvez a mais conhecida das menções fiéis de alguém que tenha vivido na mesma época em que Jesus, foi a do historiador judeu Flávio Josefo.  Ele foi  um patriota do seu povo (judeus) e também foi  autor das famosas obras tais como; Antiguidades Judaicas e Guerra dos Judeus, escritas entre os anos 93 e 94 da nossa era. E foi entre seus escritos que encontramos essa menção:

Nesse tempo viveu Jesus, homem sábio, se é que se lhe pode chamar homem. Porque ele foi autor de coisas impressionantes, mestre daqueles que recebe a verdade com alegria. Ele conduziu muitos judeus e outros vindos do helenismo. Ele era o Cristo. E quando Pilatos ordenou a sua crucifixão, por denúncia dos principais do nosso povo, aqueles que o amavam não o abandonaram. De facto, ao terceiro dia, ele apareceu-lhes como lhes tinha prometido. Até hoje ainda subsiste o grupo chamado pelo seu nome, os cristãos.” (Flabio Josepho , Antiquitates XVIII, 3.3,3d. B. Niese IV. Berolini, Weidmann 1890, 151 ss).

 

Jesus era um rei para seu povo, mas não tinha receio em viver no meio do povo comum.
“A Última Ceia” de Leonardo Da Vinci (Reprodução: Wikipédia)

 

Mas é nas fontes bíblicas que encontramos mais histórias sobre Jesus. Considerados pela Igreja como canônicos, isto é, inspirados pelo Espírito de Deus, existem oficialmente quatro Evangelhos. São eles os textos com o nome de seus alegados autores; Mateus, Marcos, Lucas e João. Cada um contando à sua própria maneira de como foi o início da vida do Cristo, seus primeiros passos no Ministério, seus milagres, a perseguição e por derradeiro sua morte na cruz e sua ressurreição.

Todo o significado espiritual que ganhou essa história, já é conhecido pela maioria dos cristãos hoje, mas e a história por trás dos relatos? Vejamos um vídeo que destrincha alguns pontos importantes que a Bíblia nos conta, aliados ao contexto histórico daquela época. Talvez você se surpreenda.

 

 

Jesus pode ter tido um relacionamento amoroso com Maria Madalena? Ele pode ter sido um homem comum sem poderes especiais? Ele pode ter realmente sido um atiçador da fúria dos religiosos conservadores, além de um homem de paz? Que outras perguntas ficarão sem resposta?

Na próxima Segunda Feira, 17/04/2017, iremos nos aprofundar nesse conhecimento oculto da Bíblia, de Jesus Cristo e de demais personalidades importantes da Religião Cristã.

 

A todos vocês quero desejar uma bela Páscoa. Aproveitem esse feriado para refletir sobre sua vida, sobre suas atitudes. se você prefere algo mais tradicional, lhes trago um pequeno brinde. Filme A Paixão de Cristo” de Mel Gibson com o Idioma original, em Aramaico e tradução para o Português, além é claro, de uma qualidade de 1080p. Baixe clicando aqui (É preciso ter um gerenciador de torrents instalado antes).

Feliz Páscoa!

Karlos Souza

Nascido em Montes Claros/MG em Janeiro de 1987, morador de brasília desde 2004, estudou Letras e literatura, mas sua paixão sempre foi a tecnologia. Fazendo um pouco de tudo, Karlos estudou também teologia e aventurou-se em escatologia. Fora das ciências humanas, também tem como hobby o estudo de astronomia e cosmologia, além de história e ciência política. Mesmo com tantos aspectos aparentemente difusos, ele consegue encontrar harmonia no significado que dá a todos eles e as devidas ligações que constrói para desenvolver seus artigos com base nesses assuntos.Trabalha atualmente na área de atendimento ao cidadão e é editor do blog Celentor.com.